OS FILMES ESTÃO LIBERADOS PARA SEREM ASSISTIDOS NO VK.COM - mas vc terá que se cadastrar na rede social russa - DIVIRTA-SE...

quinta-feira, 19 de junho de 2014

QUESTÃO INDÍGENA II

Ianomâmis
Por Carlos Alberto Bento da Silva

Como índio descendente, filho e neto de índios, estou indignado!

O que fazem com o nosso povo? Primeiro querem catequizar e incluir no mundo dos brancos - a seguir chamar de índios postiços porque passam a usar roupas tipo cara pálidas, e isso tem como política o extermínio de nossa raça. 

Ora, o objetivo final desta política desumana é a expropriação de nossos territórios históricos. É definitivamente um crime de lesa humanidade. Crianças indígenas mascam chicletes (hábitos e cultura do branco), comem guloseimas e porcarias industrializadas, arroz, “sandurebas” tipo Mc Donalds ou BOB´s, bebem Coca Cola etc. Nas comunidades dominadas e catequizadas, os adultos passam a utilizar celulares, câmeras fotográficas ou mesmo filmadoras digitais. 


Usam calças jeans e roupas de marcas, ou coloridas e, em algumas comunidades existem até mesmo internet, como se isso fosse à cultura indígena. Barragens, usinas, estradas e fazendas são construídas naquilo que nos pertencem desde que o Brasil foi invadido e nosso povo escravizado. Projeto maior dos exploradores, para mais a frente nos chamar de índios postiços. 


A cobrança advinda desta catequização e inclusão no modo branco de viver é feita com a garantia de impunidade na expropriação de nosso berço histórico, e a matança de nossas culturas e lideranças. 

Este é o governo de Dilma Rousseff e tarefa histórica dos padres “terroristas” da Teologia da mentira que, com suas falas mansas e mãos estendidas enganam a todos. Falam em resgate de cidadania para os brancos, enquanto tem objetivos claros e históricos de eternização de seus dogmas perversos. 

Ajuda? Ajuda uma pinóia! Querem literalmente exterminar o nosso povo como fizeram com outros povos em territórios além mar... 

ONGs bio-piratas e picaretas! Igrejas/empresas, representantes da exploração e da dominação... 

Os assassinatos de indígenas no Brasil aumentaram 269% nos governos petistas de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, se comparado como o governo de FHC (Segundo o CIMI, ONG mentora da catequização). Houve 167 assassinatos de índios nos oito anos de governo Fernando Henrique Cardozo. Já nos governos de Lula e Dilma este número subiu para 452 até dezembro de 2013, sem contar as mortes e assassinatos neste ano de 2014, caracterizando desta forma, uma ação de racismo e verdadeira faxina étnica. 

Mas a questão não é somente de xenofobia, é mais do que isto. Trata-se da ambição permanente do agronegócio, de empresas transnacionais e nacionais, que de olhos nas riquezas existentes em territórios indígenas, fazem um “Lobby” permanente no congresso Nacional. Um exemplo disso é a proposta de Emenda Constitucional (PEC) 215 que pretende transferir para o Congresso Nacional a atribuição de definir e aprovar as demarcações de terras indígenas. Um absurdo inconstitucional que contraria os direitos indígenas preconizados pela CF de 1988, no Artigo 231, que trata exclusivamente do tema. 

Outros atentados contra os direitos indígenas são o Projeto de Lei Complementar 227, complementados pela Portaria 303 da Advocacia-Geral da União (AGU) e a minuta de portaria do Ministério da Justiça (MJ), que pretendem criar uma série de obstáculos burocráticos à demarcação de Terras indígenas. Já faz meses que as demarcações estão emperradas, aguardando o veredicto do homem branco. 

Nos Estados do Mato Grosso, fazendeiros formam milícias armadas com o intuito de expulsarem os Guarani Kaiowá, os Terenas e outras etnias de nossos territórios históricos.  

No Rio Grande do Sul o governo de Dilma Rousseff, suspendeu indefinitivamente à demarcação de áreas indígenas, após os trâmites de anos de estudos terem sido concluídos, apenas, por pressão de algumas horas de manifestações de agricultores e pecuaristas organizados. São dois pesos e duas medidas para o extermínio de nossa raça. 

Mas, fazer o quê? Ficar com a boca escancarada cheia de dentes, esperando a morte chegar? Não! Índio morrerá lutando porque esta terra nos pertence desde sempre...